Volta à página inicial

18 anos
13.219.467
visitantes únicos, veja...

RSS (Really Simple Syndication) RSS (Really Simple Syndication) Golfinho - o portal da PNL no Brasil
www.pnlbrasil.com.br    www.golfinho.com.br    www.pnl-golfinho.com.br

O que é PNL
Definição, livros e artigos para iniciantes

    Inicial
    Artigos PNL
    Livros PNL
    Cursos PNL
    Centros de PNL
    Profissionais
    Diversos
    Livros do Mês
    Filmes e PNL
    Exercícios
    * Divulgar
    Links
    PNL Escola
    Golfinho
    Impresso
    Golfinhos
    Dicas
    Biografias
    Download
    Congressos
    CDs e DVDs
    Contatos
    Cadastre-se
    Tradução PNL
    Glossário PNL
    Novidades
    Entrevistas
      e Teses

    Pesquisar
PNL na educação - A arte de criar aulas inesquecíveis - Artigo PNL

PNL na educação
A arte de criar aulas inesquecíveis

Nick Kemp

Muitas pessoas que encontrei ao longo dos anos, comentavam que durante seus dias escolares podiam se lembrar de pelo menos um professor que os inspirou muito e pelo menos um que (embora provavelmente bem intencionado) tinha apresentado suas aulas de uma forma menos notável...

Aqui estão alguns fatores chaves que auxiliam na criação de aulas inesquecíveis.

  • Comece por chamar a atenção.
  • Crie interesse e curiosidade narrando histórias e use uma linguagem sensorial rica.
  • Voz - tonalidade e ritmo.
  • Estruture a aula.

Comece chamando a atenção...

Os primeiros momentos de uma apresentação pública definem o cenário para o que vem a seguir. Como alguém disse uma vez: "Você nunca tem uma segunda chance para fazer uma primeira impressão", e cada aula deve ser considerada em si mesma como uma oportunidade para criar um ambiente útil para a aprendizagem.

Na PNL aprendemos a importância do estado e como o estado do professor é uma das principais influências na comunicação com a classe. Aqui está um exercício simples, que se revelou muito útil para qualquer professor ou apresentador para entrar em um estado otimizado para ensinar antes de entrar na sala de aula.

  1. Lembre-se de uma experiência de ensino anterior, quando a aula correu muito bem e os alunos responderam bem e apreciaram a aula.
  2. Veja o que você viu, ouça o que você ouviu e sinta-se como você se sentiu. Quando você imagina esse momento na mente, repare se você vê uma imagem colorida e a posição de onde vê a imagem. Note o que você fala ou pensa para si mesmo e como você diz isso. Perceba como se sente bem.
  3. Agora torne a imagem mais brilhante e mais colorida (se for preto e branco, torne-a colorida), mais em foco e dobre o tamanho da imagem, prestando atenção em como isso se parece.
  4. Agora diga para si mesmo o que vai motivá-lo a dar essa aula, prestando atenção particular para se certificar que você usará um tom de voz que o fará se sentir mais motivado.
  5. Agora, antes de entrar na sala de aula, ensaie rapidamente, enxergando, na sua imaginação, você dando a aula. Veja-se cativando a classe com confiança e prestando atenção a cada aluno na sala.
  6. Agora, entre na sala e dê a aula.

Crie interesse e curiosidade pela narração de histórias e use uma linguagem sensorial rica.

Duas das melhores maneiras de criar e manter o interesse em uma situação de sala de aula são: utilizar uma linguagem sensorial rica e contar histórias para transmitir informações. A linguagem sensorial funciona usando palavras e frases que envolvem diretamente os sentidos. Considere estas duas descrições e observe como a segunda, que utiliza uma linguagem sensorial rica envolve o ouvinte de uma maneira completamente diferente ao criar uma representação mais forte.

Exemplo um

"Eu me lembro de caminhar na praia e reparar no mar, na areia e na brisa soprando das ondas."

Exemplo dois: Agora usando a linguagem sensorial

"Eu me lembro de caminhar na praia, reparar no profundo mar azul, no som dourado e no barulho das ondas enquanto experimentava uma brisa fresca batendo no meu rosto."

A linguagem sensorial rica usa aquelas palavras ou frases que envolvem diretamente os 5 sentidos.

Os sentidos incluem:

  • Visual – eu vejo, olhar para, claramente, vamos nos focar
  • Audição – ouvir, soar como.
  • Cinestésico – sentir como.
  • Olfato – cheiro
  • Paladar – gosto

No Reino Unido, a profissão docente reconheceu a importância de usar as representações VAC (visual, auditivo, cinestésico) na sala de aula, mas a minha experiência é que isso ainda precisa ser ampliado para uma consciência mais complexa no uso da linguagem. Quanto mais formas usarmos para representar uma experiência, mais propensos estaremos em recordar completamente o que ocorreu.

Contando histórias

Contar histórias é uma ótima maneira de conseguir e manter a atenção de um ouvinte. Muitos de nós fomos criados com alguém nos contando histórias e, obviamente, cada cultura ao redor do mundo tem a sua própria tradição de contar histórias desde Os Contos de Fadas de Grimm, O Senhor dos Anéis e muitos outros exemplos. As histórias envolvem a imaginação e essa é a principal razão pela qual nos lembramos delas. Quando alguém conta uma história, o ouvinte é atraído para o assunto e há uma expectativa e uma curiosidade natural para querer saber o que vai acontecer a seguir! Em uma situação de sala de aula, essa técnica pode ser usada para tornar o material de aula muito mais inesquecível, e quando isso é combinado com a linguagem sensorial rica, o efeito é bastante profundo. Uma das principais influências na criação do PNL foi Milton Erickson, que utilizava amplamente as histórias no seu trabalho terapêutico com clientes. Mesmo a velha frase de abertura estereotipada "Era uma vez..." estimula uma expectativa do que vai ocorrer em seguida.

Voz – tonalidade e ritmo

Em uma sala de aula ou em qualquer situação de comunicação, o uso da voz é tão importante quanto o conteúdo. Como dizemos coisas é tão importante quanto o que dizemos. Atores e atrizes passam muito tempo com treinadores de voz para desenvolverem maiores faixas dinâmicas. Quando ouvimos a voz de outra pessoa, somos literalmente levados pelo som desse orador. Quando "o som da palavra" é mais congruente com o significado da palavra, estamos mais propensos a lembrar o que foi dito. Por exemplo, a palavra "esticamento" deve soar como "esticameeeento" para que o som pareça esticado e não ser falada omitindo-se sons na pronúncia. Na voz, há três tipos principais de tonalidade e inflexão que são os seguintes:

  • Perguntas – inflexões são para cima.
  • Conversas – inflexões são em tom uniforme, com uma inflexão igual.
  • Comandos - inflexões são para baixo.

Variar o ritmo e a tonalidade ao transmitir uma aula, mantém o interesse dos alunos. Processos semelhantes são utilizados em vendas e em marketing, onde o objetivo é, em primeira instância, captar a atenção e, em seguida, criar interesse. Se você pensar nas vozes dos oradores inesquecíveis e influentes de toda a História, irá perceber que todos eles, ao utilizar a voz, têm uma maior variedade de tons e uma dinâmica maior.

Estruturando a aula

Assim como toda história tem um começo, meio e fim, assim cada aula, a fim de ser inesquecível precisa ter uma estrutura clara. Desta forma, repetindo, os estudantes estarão mais propensos a lembrar o conteúdo completo do que foi comunicado. É uma boa idéia recapitular os pontos chave no final da aula, para reforçar a comunicação do conteúdo e, claro, criar uma expectativa de curiosidade sobre o que vai ser apresentado na próxima aula!

Conclusão

Para que os alunos lembrem facilmente de uma aula, o segredo é tornar o material inesquecível envolvendo a imaginação de cada pessoa. Essas abordagens e técnicas simples são utilizadas em todo o mundo para falar em público e apresentar contextos, bem como na publicidade. O meu conselho é experimentar essas abordagens, se divertir e, acima de tudo, perceber o progresso nos resultados do que você faz!

Nick Kemp, Trainer de PNL, criador da Alquimia Humana, autor e escritor freelance.

O artigo original "NLP in Education - The Art of Creating Memorable Lessons" encontra-se no site www.nickkemp.com e também em pdf

Tradução JVF, direitos da tradução reservados.

Sociedade Brasileira de PNL
Actius, consultoria, Desenvolvimento e Liderança
INAp
PAHC
CDP - Leoclides Marcon
INEXH
Instituto de Thalentos
Sociedade Internacional de PNL by Claudio Lara
INSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO DO POTENCIAL HUMANO
Mundo das Metáforas
Metas e Objetivos
e-mail enviando comentário site do GOLFINHO
Obrigado!
Volte sempre.

volta à página onde você estava volta página inicial
Esta página é produzida e mantida pela Equipe do Golfinho Webdesign
Hospedado por: LOCAWEB

Google Facebook